ESPECIALIDADES

Ortodontia

Imagem relacionadaEspecialidade da Medicina Dentária que visa o alinhamento e correta oclusão dos dentes, isto é, uma articulação normal entre as arcadas dentárias superior e inferior. Uma correta adaptação das arcadas dentárias permite uma melhor estética, uma melhor respiração, uma melhor dicção e evita distúrbios na articulação temporo-mandibular, assim como o aparecimento de cáries, gengivite e outros problemas periodontais. 

primeira consulta para o diagnóstico deve realizar-se quando a dentição de leite estiver completa, a fim de avaliar se existe necessidade de intervenção precoce para corrigir problemas como mordida cruzada, mordida aberta, deglutinação atípica e maus hábitos (chuchar no dedo, usar prolongadamente a chucha, roer as unhas, entre outros). 

Implantologia

Área da Medicina dentária que visa a reposição de dentes perdidos, através da colocação de implantes endo-ósseos (no osso). Os implantes dentários são fabricados em ligas de titânio, perfeitamente aceites pelo organismo. Após um período variável de cicatrização, os implantes ficam em contacto íntimo com o osso envolvente – osteointegração. A colocação de implantes dentários é feita sem qualquer dor ou desconforto para o paciente e, conforme a falta de dentes, pode-se colocar uma ou várias unidades.


Reabilitação Oral

reabilitaçaoÁrea da Medicina Dentária que visa a reposição parcial ou total da estrutura dentária danificada ou perdida. A perda de dentição provoca problemas na mastigação e afeta o seu sorriso. A ausência de um ou mais dentes poderá alterar o equilíbrio natural da restante dentição e pode mesmo ter repercussões sobre a postura do corpo inteiro. Para evitar estes problemas, existem opções de reabilitação fixas e removíveis, que podem substituir um dente, vários, ou mesmo todos os dentes.

As próteses fixas tanto podem ser colocadas sobre dentes naturais, preparados para o efeito, como sobre implantes.  As próteses removíveis são colocadas sobre as gengivas e podem ser retidas tanto por dentes naturais, como por implantes, quando existem.

 

Cirurgia e Medicina Oral 

Ramo da Medicina Dentária que engloba um vasto conjunto de procedimentos e tratamentos, dos quais se destacam as extrações dentárias e a manipulação de tecidos moles (frenectomias, excisão de lesões, entre outros).

 

Dentisteria Operatória e Estética

dentisteriaRamo da Medicina Dentária que se dedica tanto ao tratamento de lesões de cárie, como à melhoria/reabilitação do sorriso, através da colocação de facetas, ou do branqueamento dentário.

O tratamento das lesões de cárie pode ser mais ou menos invasivo, mas tem sempre como objetivo preservar a estrutura dentária sã, tanto quanto possível.

 

Endodontia 

endoRamo da Medicina Dentária que se dedica ao tratamento do sistema canalar do dente. Com o objetivo de conservar a peça dentária, de um modo geral, o tratamento endodôntico consiste na remoção do tecido vital/nervo do dente afetado e/ou conteúdo infeccioso, quando existe; passa pela desinfeção dos canais e culmina no encerramento/obturação. O dente tratado endodonticamente deve depois ser restaurado de forma adequada.

 

 

 

 

Odontopediatria 

odontopediatriaEspecialidade da Medicina Dentária que se dedica ao tratamento dos pacientes jovens, desde a primeira infância até à adolescência. Os pacientes em crescimento experimentam a transição dos dentes de leite para os dentes definitivos e o crescimento dos maxilares; têm por vezes um risco acrescido de desenvolver cáries, pelo que amiúde carecem de um acompanhamento específico e frequente. Segundo a Academia Americana de Odontopediatria, a primeira visita ao dentista deve ser feita nos primeiros seis meses após o nascimento do primeiro dente, ou antes do primeiro ano de idade da criança.

 

 

 


Periodontologia

Doenças periodontaisEspecialidade da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico, tratamento e monitorização dos pacientes com problemas periodontais, isto é, problemas nos tecidos que envolvem e suportam os dentes. Estes tecidos são chamados periodonto e englobam as gengivas, o osso alveolar, o ligamento periodontal e as próprias raízes dos dentes. Ao longo da vida, por acumulação de placa bacteriana, a gengiva pode inflamar e sangrar facilmente, desenvolvendo-se gengivite. Numa pessoa suscetível, a situação pode progredir, levando à perda de osso e à exposição das raízes dos dentes, que por vezes começam a abanar – periodontite. A periodontite é uma doença crónica, que pode ser controlada com tratamento apropriado; constitui um fator de risco para desenvolver diabetes e o tabagismo pode agravá-la.


Oclusão 

placa miorrelaxanteRamo da Medicina Dentária, transversal a todas as áreas da mesma, que se dedica ao estudo da relação/articulação das arcadas dentárias entre si e às implicações que a mesma tem nas estruturas envolventes (músculos, ligamentos, periodonto, articulações, entre outros). A Oclusão também se dedica ao diagnóstico e tratamento de patologias e disfunções que afetam a boca e áreas adjacentes, como o bruxismo (ranger/apertar os dentes), disfunção temporo-mandibular, cefaleias, etc.